HIPERMETROPIA

Tem dificuldades em ver os objectos perto de si, mas vê bem ao longe?
Então provavelmente é hipermétrope. Esta é uma das insuficiências visuais mais comuns.

 

Quais as causas da hipermetropia?
A hipermetropia é causada por um “crescimento insuficiente” do globo ocular. O seu olho é, por assim dizer, “demasiado curto” e não consegue ajustar a refracção da luz que recebe de perto. A luz é direccionada para um ponto focal que fica atrás da retina, pelo que as imagens formadas ficam desfocadas.
Por vezes, a hipermetropia é causada por uma curvatura insuficiente da córnea o que faz com que a luz não se foque na retina e a imagem apareça desfocada.

Quais os primeiros sinais da hipermetropia?
Um dos sintomas da hipermetropia é a dificuldade em ver ao perto. Muitas vezes as pessoas não sabem que são hipermétropes porque fazem um esforço para ver nitidamente. Este esforço permanente de acomodação torna-se mais evidente com o passar dos anos e pode causar dores de cabeça, fadiga ocular e mesmo “olhos lacrimejantes”. Uma hipermetropia ligeira pode passar despercebida até aos 40/50 anos.

Como se corrige a hipermetropia?
A hipermetropia corrige-se com lentes convergentes (convexas), também chamadas de positivas. Estas lentes direccionam a luz de forma a convergir correctamente sobre a retina, possibilitando assim a formação de imagens nítidas sobre a retina.

AS NOSSAS LENTES PARA HIPERMÉTROPES

Quais as causas da hipermetropia?
A hipermetropia é uma insuficiência hereditária. Esta pode dissipar-se durante o crescimento mas tem tendência a manifestar-se na fase adulta.
Outros factores como o stress, a má nutrição e a iluminação insuficiente podem também reforçar a hipermetropia.

Se tem mais questões ou dúvidas sobre a hipermetropia, por favor consulte o seu especialista de visão.